Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Política

Primeira sessão

Guiné-Bissau: Conselho de Estado reúne para discutir situação política do país

Bissau - O Presidente guineense, Malam Bacai Sanhá, reuniu esta terça-feira, o Conselho de Estado para analisar a situação política e social do país.

A realização do Conselho de Estado acontece na sequência da Presidência Aberta que teve início esta segunda-feira, no norte do país. Bacai Sanhá afirmou que o Governo de Carlos Gomes Júnior vai manter-se em funções até ao fim da presente legislatura, que termina em 2012. O Presidente da República teve ainda oportunidade para manifestar a sua satisfação pelo perdão da dívida externa concedido à Guiné-Bissau.

Tratando-se da primeira sessão desde que o Presidente assumiu o poder (há um ano), a reunião do Conselho de Estado desta terça-feira, serviu para apresentar os membros deste órgão consultivo do Presidente da República, que conta com todos os órgãos de soberania, partidos políticos com assento parlamentar e figuras políticas ou civis indicadas pelo próprio Chefe de Estado.

Malam Bacai Sanhá reuniu ainda nesta terça-feira, o Conselho de Defesa, onde se analisaram, sobretudo, questões militares. Não se sabe ao certo o que foi falado no Conselho, mas a situação dos detidos dos casos 1 e 2 de Marco de 2009, que resultou nos assassinatos de «Nino» Vieira e Tagme Na Waié, assim como dos presos resultantes da revolta militar de 1 de Abril deste ano, Zamora Induta, antigo Chefe de Estado-Maior General, e o coronel Samba Djaló, da contra-inteligência militar, todos libertados na semana passada, certamente que ocuparam uma parte da agenda dos trabalhos.

Ainda da agenda do Chefe de Estado guineense, consta o empossamento, esta terça-feira, de Satu Camara Pinto, para o cargo de Chefe da Casa Civil, funções que o actual Ministro do Interior, Dinis Cabelol Na Fantchamna, estava a desempenhar antes de assumir a pasta do Interior.

Lassana Cassamá

(c) PNN Portuguese News Network

2010-12-29 13:34:29

MAIS ARTIGOS...
  Processo político na Guiné-Bissau confere papel de estabilizador à comunidade internacional
  Representante da ONU na Guiné-Bissau fala sobre consolidação do Estado de direito
  Embaixada da África do Sul rectifica declarações ao Bissau Digital
  África do Sul apoia a Guiné-Bissau na reestruturação do aparelho administrativo
  Guiné-Bissau: UNIOGBIS organiza Fórum Nacional sobre Justiça Criminal
  Guiné-Bissau: Conselho Nacional do PRS aprova continuidade no Governo
  Guiné-Bissau: PM adverte governadores regionais sobre responsabilidade do serviço público
  Guiné-Bissau: Parlamento, Governo e UNODC reunidos sobre tráfico de droga
  Guiné-Bissau: DG de Migração reconhece dificuldades no controlo das fronteiras
  Guiné-Bissau: Governo pede esclarecimentos sobre adiamento da retoma da rota da TAP
  Guiné-Bissau: Nomeados governadores para as oito regiões do país
  Guiné-Bissau: Secretário de Estado das Comunidades denuncia má conduta na Embaixada em Lisboa

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


Comentários
  
Bartolomeu Gomes Reis  2010-12-29 22:26:02
Hoje,mais do que nunca,só gostaria de dizer ao Senhor Presídente Bacai Sanhá, que durante a campanha eleitoral,tinha feito muitas promessas ao povo marterizado da Guiné-Bissau,promessas que reactivaram a esperança do povo,e tinha prometido: Reconciliação Nacional,Paz,Estabilidade e Lutar contra o Narcotráfico...Eu,como jovem guineense que sou(cansado de sofrer),gostaria de fundo do meu coração,dizer ao Presidente Bacai que,povo pele confiança e esperança nos dias melhores,o tem elegido;portanto,"hora tchiga"(como tem dito ao longo da campanha eleitoral),para fazer o povo marterizado esquecer todas as tristes lembranças que ainda o faz adormecer na dor profunda e no delírio insano,deixar de ser ramerraneiros,acabar com todas as associaçöes de "susu kabesa" que lutam contra o destino feliz do povo,renunciar com firmeza o jugo Neo-Colonial,acabar com a grande influência do tribalismo e regionalismo,que hoje em dia,abala a nossa sociedade(porque ao longo da nossa "gloriosa história" as nossas diferanças etnicas constituiram a riqueza da nossa Identidade: No ta kumeba ku mon na mesmu kabaz,sin djubi kuma flanu i Agustinhu o beltranu i M'Bana,nin djunda-djunda)...porque "ramos do mesmo tronco somos e olhos na mesma luz temos!" E,nesta linha de pensamento patriótico,gostaria de perguntar:
Se na verdade,"ramos do mesmo tronco somos e olhos na mesma luz temos",porquê não as nossas mãos demos e juntos(seguindo a luz que brilha no fundo do horizonte)construir "Naçon Mindjor"???
Camaradas,na verdade,"hora tchiga" de defender com amor e patriotismo a nossa Identidade(no Guineendade),construir a "Nossa Pátria Amada",
transformando-a num "paraíso terrestre" onde paira os valores da Paz,da Justiça,da Tolerância,da Compreensão,do Respeito,da Harmonia,da Solidariedade e do Amor fraterno,luntando sempre pela mesma causa - Guiné-Bissau!!!...
Camaradas,desejo-vos um próspero Ano 2011,para que vos traga energias positivas e pensamentos positivos,pa kumpu no tchon; e,para que não haja jamais nenhuma "lenga-lenga nem mata-mata".

"Hora tchiga,di kaba ku mitu di mata-mata!"
Paz e Bem a todos!
Mantenhas pa tudu djintis!

Bag Reis


Alcino Furtado  2010-12-29 14:00:38
Parabens à Presidente por ter assumido de que, o governo vai continuar o seu mandato, este é mais um motivo de alegria para todos os giuineenses.
Espero que chegam à uma boa solucao para a actual situacao politica do País, que nao é nada grave.
Um prospero novo ano para todos os guineenses.
Muito obrigado
Alcino Furtado



Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Timor Digital Luanda Digital Jornal de São Tomé Cabo Verde Maputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais